Vivendo a Semana Santa com Maria, Mãe das Dores

Iremos viver com grande devoção a semana mais santa de todas as semanas, contemplar o grande mistério salvífico de Nosso Senhor Jesus Cristo, juntamente com sua Mãe, a Virgem das dores.

0 compartilhar

Contemplemos a Semana Santa com Virgem das Dores

Neste retiro procuraremos viver com grande devoção esta que é a semana mais santa de todas as semanas. Iremos contemplar o grande mistério salvífico de Nosso Senhor em suas dores e desprezos; quanto sofreu, quanto se humilhou, quanto nos amou. “Jesus Cristo muito mais amou do que sofreu” (Santo Afonso Maria de Ligório). Seremos remidos pelo sangue de Jesus, Ele será castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniquidades; o castigo que nos salva pesará sobre ele; seremos curados graças às suas chagas (Cf. Isaias 53, 5), em cada uma de suas dores veremos o alívio de nossas próprias dores, a vitória de Jesus sobre o reinado da Morte.

Oh Jesus, mas como podemos participar de tão grande mistério? Nos dará o seu corpo e sua alma, mas como podemos recolhe-la? Criaturas indignas, um povo de cerviz dura, somos nós a Jerusalém que mata seus profetas. Temos nossas misérias e estas clamam por salvação, mas estas mesmas misérias foram as responsáveis por repelir e quebrar os mais variados engenhos de Deus em nos santificar. Eis que o Senhor se aproxima, o Salvador vem remir a Jerusalém ferida e pecadora, mas logo ao vê-la o nosso Jesus chora por nós: "Aproximando-se ainda mais, Jesus contemplou Jerusalém e chorou sobre ela, dizendo: ‘Oh! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!... Mas não, isso está oculto aos teus olhos'." (Lucas 19, 41 – 42)

Mas veja Jerusalém, quem vem em companhia do Salvador, formosa como o Sol e terrível como um exército em ordem de batalha, no entanto humilde e escondida para que todos vejam seu Redentor Glorioso, esta é Maria nossa Mãe. “Deus Filho comunicou a sua Mãe tudo que adquiriu por sua vida e morte: seus méritos infinitos e suas virtudes admiráveis. Fê-la tesoureira de tudo que seu Pai lhe deu em herança; é por ela que Ele aplica seus méritos aos membros do corpo místico, que comunica suas virtudes, e distribui suas graças, é ela o canal misterioso, o aqueduto, pelo qual passam abundante e docemente suas misericórdias” (São Luís Maria Grignon de Montfort)

Por isso, exulta Jerusalém! Una-te a Maria e imita seu dulcíssimo coração, para que junto da Mãe das dores possa você acolher o múnus da Cruz e a graça da Vida Nova em Jesus. Prepara-te e sofre com Maria a tua salvação.

Oração do retiro

Mãe das Dores

Ó Virgem dolorosa, ó alma grande pelas virtudes e também pelas dores, pois que ambas nascem do grande incêndio do amor que tendes a Deus, o único objeto amado por vosso coração. Ah! minha Mãe, tende piedade de mim, que não tenho amado a Deus e tanto o tenho ofendido. Vossas dores me enchem de grande confiança, e me fazem esperar o perdão. Mas isso não me basta; quero amar a meu Senhor. E quem me pode alcançar essa graça melhor que vós, que sois a Mãe do belo amor? Ah! Maria, a todos consolastes; consolai também a mim. Amém.

Ore agora por este retiro clicando em "Eu oro"