“O homem é criado”: Oração 1

Introdução espiritual para as orações 1 e 2 - “O homem é criado”

No princípio, Deus criou os céus e a terra (…) Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz foi feita. (Gn 1, 1.3).

No princípio Deus é, Deus cria, Deus fala.

Nestes dois primeiros dias, vocês serão convidados a contemplar este Deus que é, que cria, que fala … porque isso nos diz o que somos para Ele e por Ele.

Deus é

É a base da nossa fé, e o 1° mandamento: "Ouve, ó Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor". Dt 6, 4

Deus é criador

O Ser de Deus parece intimamente ligado a este ato de criar. Deus não criou o mundo por necessidade, mas por amor.

Deus fala

Deus cria falando. Uma palavra ativa e uma palavra dirigida ao homem:

“Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher. Deus os abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a. Dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra."Gn 1, 27-28

Desde o princípio, o projeto de Deus é fazer uma Aliança com a humanidade: “Eu serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo”.

Tudo o que Deus fez, desejou, criou, foi feito, desejado, criado, para este propósito: Ele conosco e nós com Ele.

Deus fez uma aliança com o homem

Esta aliança é “para toda a vida”, é um dom a acolher: a vida me é dada, mas tenho que acolhê-la, reconhecê-la e a aderir livremente.

ORAÇÃO 1: Gênesis 1, 1-25

No princípio, Deus criou os céus e a terra. A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz foi feita. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas. Deus chamou à luz DIA, e às trevas NOITE. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o primeiro dia. Deus disse: "Faça-se um firmamento entre as águas, e separe ele umas das outras". Deus fez o firmamento e separou as águas que estavam debaixo do firmamento daquelas que estavam por cima. E assim se fez. Deus chamou ao firmamento CÉUS. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o segundo dia. Deus disse: "Que as águas que estão debaixo dos céus se ajuntem num mesmo lugar, e apareça o elemento árido." E assim se fez. Deus chamou ao elemento árido TERRA, e ao ajuntamento das águas MAR. E Deus viu que isso era bom. Deus disse: "Produza a terra plantas, ervas que contenham semente e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie e o fruto contenha a sua semente." E assim foi feito. A terra produziu plantas, ervas que contêm semente segundo a sua espécie, e árvores que produzem fruto segundo a sua espécie, contendo o fruto a sua semente. E Deus viu que isso era bom. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o terceiro dia. Deus disse: "Façam-se luzeiros no firmamento dos céus para separar o dia da noite; sirvam eles de sinais e marquem o tempo, os dias e os anos, e resplandeçam no firmamento dos céus para iluminar a terra". E assim se fez. Deus fez os dois grandes luzeiros: o maior para presidir ao dia, e o menor para presidir à noite; e fez também as estrelas. Deus colocou-os no firmamento dos céus para que iluminassem a terra, presidissem ao dia e à noite, e separassem a luz das trevas. E Deus viu que isso era bom. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quarto dia. Deus disse: "Pululem as águas de uma multidão de seres vivos, e voem aves sobre a terra, debaixo do firmamento dos céus." Deus criou os monstros marinhos e toda a multidão de seres vivos que enchem as águas, segundo a sua espécie, e todas as aves segundo a sua espécie. E Deus viu que isso era bom. E Deus os abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra." Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quinto dia. Deus disse: "Produza a terra seres vivos segundo a sua espécie: animais domésticos, répteis e animais selvagens, segundo a sua espécie." E assim se fez. Deus fez os animais selvagens segundo a sua espécie, os animais domésticos igualmente, e da mesma forma todos os animais, que se arrastam sobre a terra. E Deus viu que isso era bom.

Para a oração

Aproveito para me apresentar a Deus, pedindo-lhe que esteja disponível em sua Palavra, inteiramente voltado a Ele. 

Eu imagino o lugar: “No princípio”: posso ver o começo de uma estrada, ou um torrão disforme de terra, ou um espaço vazio, esperando ... 

Peço uma graça do Senhor, o que desejo para este tempo de oração, para este momento que estou. Pode ser a graça de me reconhecer como criação d'Ele, de me receber como um presente de Sua graça; ou para me deixar ser moldado por seu amor; ou qualquer outra coisa, dependendo do que está dentro de mim agora. 

Eu leio o texto e paro onde gosto, ou medito usando os seguintes pontos: 

1. Posso contemplar Deus em Sua eternidade: Ele vê a terra sem forma e vazia, as trevas; Ele fala e o que Ele diz acontece. Não havia nada; sua palavra cria abundância.

2. Posso contemplar o caminho de Deus: a Sua palavra cria separando, distinguindo as coisas, nomeando-as. Ela também cria no tempo: "Sobreveio a tarde e depois a manhã ...".

 Frutificai e multiplicai-vos ... Produza a terra seres vivos segundo a sua espécie ...”

3. Posso ouvir o convite à vida.

A cada ponto, tento “aproveitar a minha existência”, permito-me juntar-me com minha experiência, ao que faço na minha vida. Eu escuto o que a Palavra chama, trabalha em mim ... 

Termino a minha oração falando com Deus, como um amigo fala com o seu amigo, contando-lhe o que recebi deste tempo de oração, agradecendo-lhe por esclarecimentos, talvez renovando o meu pedido de graça ... e no final, faço uma oração da Igreja. 

Clique em "Eu Oro" para concluir com a oração da comunidade

"Guardava todas essas coisas no seu coração e pensava muito nelas". Lucas 2:19

"Que as suas conversas sejam sempre agradáveis e de bom gosto, e que vocês saibam também como responder a cada pessoa". Colossenses 4:6

loader

Introdução aos Exercícios Espirituais de Santo Inácio