Dia 2: O batismo (2/2), a entrada na família da Igreja

Queridos irmãos em oração,

O batismo é um sacramento extremamente poderoso! Ontem vimos que ele nos dá a salvação, com a condição de vivermos uma vida cristã na fé e na caridade. Mas o que dizer do batismo de crianças que não pecaram? Também veremos como esse sacramento nos leva para a grande família da Igreja.

Devemos batizar as crianças

As crianças, porque ainda não têm uma consciência bem desenvolvida, não cometem pecados no sentido próprio do termo. Na verdade, para cometer um pecado, você deve saber que o que está fazendo é errado. Mas, apesar de tudo, eles são como cada um de nós, marcados pelo pecado original. Não é um pecado pelo qual somos responsáveis, uma vez que não o cometemos! Mas todos nós sofremos as consequências: sabemos muito bem que o mal que nos rodeia não nos conduz ao bem, infelizmente.

Batizar uma criança é, portanto, permitir que ela se beneficie da graça da salvação trazida por Cristo. É para lhe dar a força, desde os primeiros dias de sua vida, para vencer o mal. É dar-lhe a graça de ter dentro de si uma liberdade restaurada, capaz de amar com o próprio amor de Deus. É por isso que, desde os primeiros séculos, as crianças eram batizadas ao nascer. Os Padres da Igreja testemunham isso (por exemplo, Santo Agostinho).

Muitos dirão: mas não quero forçá-lo a ser cristão, ele escolherá quando crescer. Como podemos escolher algo que não conhecemos? Como você pode querer ir para uma cidade que você nem sabe que existe? Ou ainda pior, sobre a qual você só ouviu falar mal - porque a imagem do catolicismo na mídia ocidental tem pouco a ver com a verdade. O catecismo é o complemento inseparável do batismo infantil. Mas, acima de tudo, quando compreendemos a beleza da graça batismal, como podemos hesitar em compartilhá-la com nosso filho? Procuramos naturalmente o que há de melhor para nossos filhos! Damos muitas roupas aos nossos filhos, não esperamos saber qual seu "estilo"! Ele fará isso quando for adolescente ou adulto ...

Viver unidos ao Cristo e à Igreja graças ao Espírito Santo

Ontem insistimos na salvação comunicada pelo batismo. Mas inseparavelmente deste aspecto individual, há o aspecto eclesial: a entrada na Igreja. Na verdade, o batismo marca uma profunda união com Jesus, o Salvador. E o Cristo é inseparável da sua Igreja! De fato, ela é o seu Corpo (cf. dia 6): "formamos um só corpo em Cristo, e cada um de nós é membro um do outro" (Rm 12, 5). Se alguns membros se recusam a ocupar o corpo, como o corpo pode viver? Cada batizado, portanto, tem um papel insubstituível na Igreja.

Através do batismo, entramos na grande família da Igreja, começando pela nossa comunidade paroquial. Esta família é responsável por nos sustentar e, reciprocamente, devemos ter uma preocupação fraternal. Um cristão isolado é um cristão em perigo! Um batizado não pode ficar isolado sem partilhar a vida e a prática de uma comunidade cristã: isto estaria em contradição com a sua vocação eclesial.

No batismo, somos também preenchidos pelo Espírito Santo. É Ele quem nos torna filhos de Deus: "A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: “Aba, Pai!''." (Ga 4, 6). Este dom é irrevogável: não se pode ser batizado uma segunda vez. O espírito filial recebido é antes de tudo um espírito de oração: o batismo permite-nos de rezar ao Pai de uma forma muito íntima. Todos os dias que dizemos Pai Nosso. Esta oração se revelará especialmente na celebração da Eucaristia. E o Espírito Santo será dado mais uma vez na crisma para receber a força para testemunhar como um cristão no mundo. Porque o batismo é como uma semente que germina e cresce: resta viver o teu batismo todos os dias para manifestá-lo!

Resumo

O sacramento do batismo nos salva do pecado original e nos torna, ao nos unir a Cristo, membros da Igreja. Recebemos o Espírito Santo que nos permite orar ao Pai como seus bem-amados filhos e de agir como cristãos. Não prive as crianças de todas essas graças!

Rezemos

Pai amoroso, Você nos deu o sacramento do batismo para nos tornar seus filhos unidos em uma família, a Igreja de seu Filho Jesus Cristo. Envia o teu Espírito Santo mais uma vez aos nossos corações para reacender as graças do nosso batismo e para nos ajudar a viver de acordo com o teu amor. Amém. 

Para ir mais longe

- CEC n° 1213-1284.

- Youcat n° 194-202.

Clique em "Eu Oro" para concluir com a oração da comunidade

"Guardava todas essas coisas no seu coração e pensava muito nelas". Lucas 2:19

"Que as suas conversas sejam sempre agradáveis e de bom gosto, e que vocês saibam também como responder a cada pessoa". Colossenses 4:6

loader

Viver a fé através dos sacramentos