Dia 1: O batismo (1/2), o sacramento da salvação

Queridos irmãos em oração,

Deus não é distante: Ele se fez homem para que nós participemos na vida da Trindade. Essa proximidade de Deus se manifesta de uma maneira particular nos sacramentos, dos quais o batismo é o primeiro.

O que é um sacramento

Um sacramento é uma realidade sobrenatural que age efetivamente em nós através de um sinal. Este sinal é a água do batismo, o pão e o vinho da eucaristia, por exemplo, acompanhados pelas palavras (“eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”;” Este é meu corpo entregue por vós”). O sinal não é arbitrário, ao contrário, ele exprime o efeito do sacramento: o que melhor do que a água para significar que somos limpos/lavados do pecado? O que é melhor que o pão para significar um alimento espiritual, e sua partilha para significar a caridade?

Mas não podemos esquecer que um sacramento é uma realidade sobrenatural: os sacramentos vêm de Deus, eles são um dom de Deus, um dom gratuito; o homem se dispõe a recebê-los humildemente, ele não o “merece”. Não esqueça da confirmação: não é um carimbo que valida que eu mesmo gostaria de confirmar meu batismo. A crisma é uma graça de Deus que me envia novamente a força do Espírito Santo para realizar minha missão de testemunho no mundo e na Igreja.

« Que cada um de vós seja batizado para remissão dos vossos pecados » (At 2, 38)

O efeito principal do sacramento do batismo é o perdão dos pecados. Somos prisioneiros do pecado, incapazes de ir diretamente a Deus, de amar perfeitamente. Este mal nos toca desde nossa concepção, nós somos vítimas, mas contribuímos a ele todos os dias. Jesus, pela sua morte na Cruz e pela Ressureição veio nos libertar dessa maldição do pecado. Ele nos abriu novamente as portas do Céu, Ele nos oferece seu amor para que possamos amar como ele, e seu Pai, e nossos irmãos. Nos resta apenas acolher esta salvação e vive-la. 

Nosso acolhimento da salvação oferecida por Cristo se manifesta por um gesto concreto: o recebimento do batismo na fé. Jesus afirma: “Quem crer e for batizado será salvo” (Mc 16, 16). Sim, o sinal concreto do batismo é necessário, porque somos seres compostos por alma e corpo. O comprometimento de nossa vontade engaja todo nosso ser e nosso corpo! E nosso corpo é chamado a participar na glória da vida eterna! O que acontece então com aqueles que não tem a possibilidade concreta de receber o batismo, não conhecem a fé cristã ou conhecem apenas uma versão caricaturada da fé? Isso deve nos motivar a evangelizar, e confiar essas pessoas à misericórdia do Senhor que encontrará outras maneiras de se disseminar além dos sacramentos.

O batismo nos purifica de todos os pecados fazendo com que participemos à morte e a ressurreição do Cristo. Escutemos a São Paulo: “Ignorais que todos os que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? Fomos, pois, sepultados com ele na sua morte pelo batismo para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim nós também vivamos uma vida nova.” (Rm 6, 3-4). Este é o simbolismo da água batismal. Mergulhados na água, somos “afogados”: é a participação na morte de Cristo. Depois, emergimos da água salvos: é a participação na sua ressurreição. Agora, nos resta viver conforme a este batismo ao longo de toda nossa vida, a verdadeiramente “seguir uma vida nova”: O batismo não é mágico! Ele não nos transforma sem nossa participação.

Resumo

Amanhã várias outras coisas serão explicadas e aprofundadas! Mas para hoje, lembre-se:

Como todo sacramento, o batismo comunica uma realidade espiritual, o perdão dos pecados e, em particular, o pecado original. Nós veremos que ele também nos incorpora no corpo de Cristo, que é a Igreja. Este perdão dos pecados é expresso pelo sinal da água acompanhada das palavras: “Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. Na realidade, é na morte do Cristo que somos mergulhados, para ressuscitar com ele para uma vida nova.

Rezemos

Senhor Jesus Cristo, eu te dou graças pelo dom do meu batismo. Por este sacramento, você me fez morrer para o pecado na união com vossa morte na Cruz, e você me reviveu pela vossa vida divina na união com vossa Ressurreição. Aumente em mim essa graça batismal, para que eu saiba sempre rejeitar o pecado, e sempre escolher a verdade e o bem. Assim, eu poderei me unir definitivamente com vós na glória do Céu. Amém. 

Para ir mais longe:

- CIC n° 1113-1284, em particular os n° 1210-1284.

- Youcat n°172-202.

Clique em "Eu Oro" para concluir com a oração da comunidade

Tomo un minuto para meditar todas estas cosas en mi corazón (Lucas, 2:19)

"Que sus conversaciones sean siempre agradables y oportunas, a fin de que sepan responder a cada uno como es debido". Colosenses 4:6

loader

Viver a fé através dos sacramentos