Retiro de Quaresma - O caminho da Humildade

Retiro de Quaresma, iremos meditar sobre a Paixão do Senhor, seu ato de entrega total, onde vemos Cristo obediente e humilde, vamos percorrer estes 40 dias juntos em profunda oração.

13 compartilhar

O CAMINHO DA HUMILDADE

Neste retiro de quaresma, somos convidados a meditar sobre a Paixão do Senhor, este ato de entrega total, onde vemos Cristo obediente e humilde. A humildade de Jesus levou-o a não se prevalecer de sua igualdade com Deus, mesmo sendo de condição divina, mas a aniquilar-se a si mesmo (cf. Filipenses 2,6-7).

A humildade atrai sobre si o amor de Deus e o apreço dos outros, ao passo que a soberba os repele. Por isso, a leitura Eclo 3,19-21. 30-31 aconselha-nos: “Nos teus assuntos, procede com humildade, e haverão de amar-te mais que ao homem generoso. E na mesma passagem: Torna-te pequeno nas grandezas humanas, e alcançarás o favor de Deus, e Ele revela os seus segredos aos humildes”.

O homem humilde compreende melhor a vontade divina e sabe o que Deus lhe vai pedindo em cada circunstância. O humilde respeita os outros, as suas opiniões e as suas coisas; possui uma especial fortaleza, pois apoia-se constantemente na bondade e onipotência de Deus: “Quando sou fraco, então sou forte”, proclama São Paulo.

Peçamos neste retiro a virtude da humildade, para sermos obedientes na vontade de Deus, assim como Jesus.

Passos para a Lectio Divina:

Lectio Divina é um exercício de escuta pessoal da Palavra de Deus. Funciona como uma escada de quatro degraus espirituais: Leitura, Meditação, Oração e Contemplação. Sendo que os degraus são mais para a compreensão, pois o Senhor, na liberdade do seu Espírito, pode elevar à oração e à contemplação no momento que lhe aprouver. É preciso, portanto, estar aberto à ação do Espírito Santo: “Buscai na leitura e encontrareis na meditação; batei pela oração e encontrareis pela contemplação” (Monge Guido II, Idade média).

1 – Leitura

O que fala o texto? É necessário estar atento aos detalhes: o ambiente, o desenrolar dos acontecimentos, os personagens do texto, quais são os diálogos, a reação das pessoas; procurando perceber os seus sentimentos, as questões mais interessantes, leia quantas vezes for necessário, observe as palavras e trechos que chamam mais atenção. Esse passo é o que exige maior esforço da nossa parte.

2 – Meditação

O que diz o texto de forma pessoal para mim? Este é o momento de se colocar diante da Palavra. É hora de “ruminar”, saborear a Palavra de Deus que se torna viva em sua vida, traga para os dias hoje, permita-se ser tocado por essa palavra. Na meditação vamos questionando, confrontando a passagem com a nossa vida, por meio do Espírito Santo.

3 – Oração

O que o texto me faz responder ao Senhor? Os sentimentos nos levam a dar uma resposta a Deus. Através do Espírito Santo, nos é suscitado o louvor, a súplica, a oração penitencial, a oferta, faça a sua oração intima com o Senhor.

4 – Contemplação

O que a Palavra faz em mim? É o próprio Deus que age em nossas vidas. É permitir a ação de Deus que recebe a nossa oração e nos leva ao Seu coração. Na contemplação nós somos impelidos a ser como Cristo. Fique em silêncio, em profunda intimidade com Jesus.

Oração do retiro

Oração Vocacional

Ó Coração Transpassado de Jesus, fonte que jorra sangue e água, vida eucarística e evangelização, fazei com que o nosso coração tenha sede de Ti e sacie-se em Ti e assim, sem medo algum, possamos adotar a cruz, lição de amor, como a única escada que pode nos conduzir ao céu. (Diácono Luiz Santana)

Ore agora por este retiro clicando em "Eu oro"